quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Uma nau chamada esperança...



Ainda haverá um céu de flores,
ainda haverá chuva de astros sidéreos,
ainda haverá consequências salutares
na boca dos dias, no coração das noites...
Porque navegantes e nuvens somos todos,
singrando águas astralinas navega nossa mente,
aportamos nos inexoráveis cais de cada dia
e recolhemos no mastro as brancas velas
dessa nau chamada realidade...

Porém continuaremos convictos
na rota chamada liberdade...

2 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo,Gaivota! bjs, tudo de bom,chica

Concita disse...

Fantástico poema, lindo como o voo da gaivota, voo que simboliza a liberdade.