quarta-feira, 16 de março de 2011

Florescência Existencial... (Republicação)




Florescência Existencial...

Minhas flores dos jardins
florindo interagem
com as outras vidas todas
que interagem entre si.
Assim vão existindo,
existências individuais
nas diversas dimensões
que permeiam cada ser...
Dimensões que somadas 
constituem o universo,
esse todo integral,
que entretanto se divide 
para o Uno ser buscado...
Nada existe separado,
separado desse Todo
que interage unificado,
resultando na vivência,
que se expressa na existência,
de tudo aquilo que percorre 
e navega no infinito...
Isso tudo está mostrado,
e muito bem fica explicado,
numa simples flor florida
nos jardins desse universo,
no universo dos jardins
que existem em cada ser...


imagem: Google

6 comentários:

Milla Pereira disse...

Olá, amiga! Passando para aplaudir este espaço magnifico! Parabéns, bjs. Milla

chica disse...

Há tantas flores nos jardins e cada uma delas, diferente e exclusiva.Todas belas!Assim acontece em nossos jardins interiores...cada um rega de um modo, mas todos são do MESMO jardim...Lindo!beijos,tudo de bom,adorei teu comentário,sempre carinhoso!

Helena disse...

Ai, delícia!!
Que saudade eu tava disso! rss

Sabe que gosto demais dos teus poemas, das tuas palavras... Possuem uma sabedoria, uma visão iluminada da vida e de tudo o que a cerca. E você consegue ver muito além do que as coisas aparentam aos nossos olhares desatentos...

"Nada existe separado desse Todo unificado"...

Grandes lições! De pensamento, de atitude, de vida... E de Poesia!

Obrigada, sempre, por tuas palavras essenciais!

V! V! V! pra você!

Um beijo gigante, amiga querida!

André disse...

Bom dia, amiga!

Se arrancares uma flor em um campo, as estrelas reclamarão. Teu poema lembra-me muito isso. Parabéns!

Abraços e quando puder, apareça em meus blogs, tuas visitas serão sempre um prazer para mim.

Abraços,

André

Anderson Fabiano disse...

Vim buscar meu tantinho de Paz.

Obrigado, uma vez mais.

Meu carinho,
Anderson Fabiano

Jardim das poesias infantis/Magia em versos disse...

Bom poetisa!
Obrigada por add meu blog.
Quanta suavidade e leveza nas suas poesias.
Adorei ter te encontrado lá no Recanto e aqui.
Você me fez voltar á adolescência ao reler o texto de Richard Bach.
Foi um dos primeiros livros que li e chorei muito com o final da estória.
um fim de semana de muita paz, alegria e energias positivas para ti.
esse gatinho pretinho é um show!
abração