domingo, 8 de abril de 2012

Intercalados afins...



Há um sentido que se esconde
no avesso de cada dia...
Há uma lonjura que se escorre
na tangente dos limites...
Há uma luz que se oculta
em toda sombra projetada,
há um tudo sendo dito
quando não se diz nada...
São assim esses "spins",
complementares benditos,
intercalados afins,
consolidados circunscritos
à justeza dos opostos...

13 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema cheio de originalidade e beleza.Beijos

Leninha disse...

Como sempre,encontro e recebo beleza em tua página...lindo poema,amiga.
Obrigada pela partilha.Espero que tua Páscoa tenha sido feliz e que a Ressurreição de Cristo esteja presente em todos os dias de tua vida.
Bjsssss,
Leninha

Anderson Fabiano disse...

Há uma poesia grandiosa, secreta, nem sempre revelada que se esconde na alma de umas poucas pessoas iluminadas.

Me regozijo em saber que sua Luz me chega com tanta facilidade.

Meu carinho,

Anderson Fabiano

Cris Sousil disse...

Oi amiga,
suas palavras sempre tao lindas e profundas, vejo que nao param nunca de brotar em tua monte e escorrer por suas maos, sorte a nossa, que temos o prazer imenso de saboriá-las.
Eu há bastante nao escrevo, mas sao períodos.
Te conto uma linda novidade que creio eu que ainda nao te contei, estou grávida de quase 5 meses, tudo indica que é uma princesinha, mas como ainda nao nos deram os 100% de certeza isso se confirmará nos próximos ultrasons.
Estamos muito muito muitooo felizes e ansiosos pela chegada de nossa pequena Agata e, eu, desfrutando muito toda a gravidez, apesar das partes ruins (e naturais) rs.
Um beijo grande, como dizem aqui: te queremos mucho!!!

Helena Chiarello disse...

Que lindo, Gaivotinha!!
Sempre me impressionam essas imagens que você desenha com palavras... E elas são tão intensas, tão especiais e bonitas que a alma da gente fica comovida...
Ninguém escreve poesia com tanta sabedoria! Amo isso!

E nem me fale em saudade.. rsrs... Mas o que vc disse é perfeito! A verdadeira amizade transpõe distâncias porque existe "quanticamente" rsrs.. Adorei!

Um beijo bemmmmmmmmmm gigante, amigamada!
E todas elas pra você!
V! V! V!

Lilá(s) disse...

Lindo poema,amiga!
Bjs

Enigmático Byjotan disse...

Mesmo que se oponham,são parte de um todo,indissolúvel no final de cada ato.Muito criativo e interessante seu poema.Beijo de leitor.:- BYJOTAN.

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Seu poema, neste instante, fez diminuir a lonjura que estava de mim e do essencial... Ótimo!!!
Abraços fraternos de paz e pascais

Arte disse...

Lindo poema!

Marcia disse...

Uma poesia lindissima bjs!

✿ chica disse...

Encanto-me novamente por aqui!Nem, é mais novidade!!Lindo fds!beijos,chica

Fred Caju disse...

Muito legal, Terezinha. Preciso conhecer mais esse seu lado.

Aproveitando, deixo aqui um vídeo para xs leitorxs do espaço: http://vimeo.com/40411264

Elisa T. Campos disse...

Querida Gaivota
Entre o pós e o contra
entre a sombra e a luz, o dito pelo não dito,
nunca digo nada e você sempre diz tudo.
MARAVILHAAAA.

Feliz Dia das Mães.
Um lindo domingo
Beijos