domingo, 13 de maio de 2012

Há um passar de vento por entre folhas...





Há um passar de vento por entre folhas,
como um relembrar permanente
de movimentos da vida...
Há eternidade "intermeando" a ação e reação,
como esticador do tempo
facilitando o acerto...
Há um intruso raio de luz,
que ao descobrir uma fenda socorrista,
se derrama e ilumina a solidão de uma sombra...
No céu a lua surge e calmamente anuncia
que depois da noite
o sol virá em gargalhadas trazendo o dia...
Tudo segue... É sequencial a consequência...
Nada pára, nada volta...
Nada permanece confinado...
Somos vivências a percorrer caminhos,
a vida é movimento predestinado,
como predestinado é o correr do rio...


Um dia seremos plenos,
 como pleno de rios é o mar...


(Para minha Mana, que hoje já é sabedora da luz, do sol, da lua e de todos os rios, pois navega num mar bem mais sutil...
No plano físico um ano de saudade, mas é plenitude de presença em nossa alma!)



imagem: Google

9 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema lindo, que emociona.Parabéns, beijos.

Elisa T. Campos disse...

Este passar dos ventos foi me encantando entre as folhas do seu mais lindo poema.
Querida Gaivota
Grandiosa homenagem a sua Mana.
Um lindo dia para você e os seus.
Bjs

✿ chica disse...

Puxa, já um ano!!Como voa!! E que lindo, tão profundo, tão doce ao mesmo tempo, intenso!! Adorei também! beijos,chica

Helena Chiarello disse...

"Um dia seremos plenos,
como pleno de rios é o mar..."

De onde você tira essas ideias tem muita luz!!

Teus poemas sempre me encantam, Gaivotinha... E me fazem pensar, e gostar muito do que penso.. rs...

Quem tem que agradecer por cada poema sou eu, porque ler você é aprendizado, é reflexão, é esse "raio de luz que se derrama e ilumina" a alma da gente. É poesia e oração, e de uma intensidade que comove... Mais ainda pelo motivo que o inspirou...

Saudade gigante, amigamada!!

Um beijo no coração, grandão assim!

Leninha disse...

Terezinha querida,

Tens o nome de minha irmãzinha,também habitando um plano de luz,tal qual a tua...se eu soubesse poetizar como tu,seria esta a minha mensagem para ela.Minha mana pediu um dia que Deus a tirasse deste palco,onde só havia sofrimento...e,como a lua,o sol e as estrelas a atraiam e encantavam,acredito que estejam navegando juntas a olhar por nós.

Bjssss,amiga querida,
Leninha

Bruxa disse...

Nooooossa!!!
Encantador! Emociona!

Amiga, um abraço esmagador pra vc.

Evanir disse...

Hoje estou passando no seu blog
para agradecer o carinho deixado no meu blog.
Estou feliz em saber o quanto posso contar com sua amizade
o quanto é maravilhoso uma amizade verdadeira .
Minha luta não foi em vão e muitos menos em vão
foi acreditar que ainda existe pessoas de coração puro e abençoado por Deus.
Meu eterno agradecimento por estar do meu lado sempre
mesmo por vezes eu estar um pouco ausente você nunca esquece de mim.
Um Domingo feliz para você e sua familia.
Beijos no seu coração.
Com carinho,,Evanir.

Orvalho do Céu disse...

Olá,
A plenitude vem com a maturidade da vida a qualquer momento em que o coração se desprenda do humano demais...
Abraços fraternos de paz

Lilá(s) disse...

Um poema emocionante e lindo!
Muitos beijinhos