quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Lindos luares...


  Lindos luares,
  lastimosas lonjuras,
  lendários lembráveis
  lembrando lugares...
  Lampejos luzentes,
  lúcidos luminares
  lançaram límpidas
  libertarias leis...
  Linhos leves,
  lavados,
  louvaram lícitos
  labores...
  Lá,
  lívidos lençóis,
  levitam,
  laicos legítimos
  lançam lúbricos
  lânguidos lamentos...
  Lepidamente lampeja
  lumíneo luar...

3 comentários:

sementes diárias disse...

Como sempre, uma exemplar inspiração em teus versos lindos ! Um beijo,Chica

Helena C de Araujo disse...

Falei já né... Esse tautograma é um dos mais bonitos que tu já fez. Eu adorei, até pelo significado "indireto" desses lençóis, que vejo estendidos num varal maravilhoso e ensolarado! Um beijo!!

Diana Pilatti disse...

tautograma é um desafio... continue!!