domingo, 23 de novembro de 2008

Excelência...



Excelência...

Esse tempo de mil cores
primavera é alegria,
vão embora minha dores,
ressuscito por magia...

Nesse tempo de voares
todo o corpo é alado,
já não dói os teus falares,
o sofrer fica calado...

Borboletas prazerosas,
felizardas na vivência,
são amantes tão ditosas,
perfumadas na essência!

No depois do tempo ido,
fica o feito, a consequência,
nada é dor, nada é doído

fica Amor por excelência!

gaivotadourada

imagem: Marcodede

3 comentários:

Helena C de Araujo disse...

^^ O amor por excelência é tudo o que pode haver de mais caro e mais belo na vida... Que coisa mais linda esse poema! Amei demais!! Beijo, Tê!! ^^

chica disse...

Além de toda beleza dos teus versos, a imagem maravilhosa num momento lindo! Um beijo,chica

dodô disse...

Muito linda!!!!!!
beijo