sábado, 15 de novembro de 2008

Olhando para o chão...( 2 )



Olhando para o chão... ( 2 )

...era assim
  redonda,
  um tanto disforme,
  funda
  mas não tão profunda,
  nem tão grande
  mas dava para ver o céu,
  as nuvens em movimento
  e reluzia um reflexo quase doído...

  - Era um pedaço de espelho no chão caído?
  - Não, pela manhã tinha chovido,
  era uma poça d'água no asfalto corroído...


  ...ao derredor a vida vive...


imagem: jGui_k

Um comentário:

Helena C de Araujo disse...

Adoro os três poemas dessa séria "Olhando para o chão"... Mas esse é o meu preferido. A sensação gostosa que tenho, cada vez que o leio, sempre é maior. Maravilhosa a tua sensibilidade de ver as coisas lindas que ninguém mais vê... Beijo, beijo!