segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Existir


Existir...

Deixe que o sol chegue,
deixe que se desfaçam os sombrios,
os escuros que encobrem
os pequenos e quietos cantos...
Deixe que os cantos
recebam o impacto dos raios, 
da luz,
da possibilidade
do clarear-se
e assim eclodirem,
ampliando-se manifestos,
plenamente existentes...

Imagem: The 4 girls

2 comentários:

chica disse...

Lindíssimo,Terezinha!
Quando nos fechamos, deixamos de existir. Deixamos de ver o Sol brilhar. Abrir então, cada frestinha de nós para que ele entre e, pouco a pouco, tudo ilumine! Um beijo,chica

Helena C de Araujo disse...

Existir... Talvez seja isso o que seja necessário... deixar que o sol chegue, desfazendo as sombras, os escuros, os silêncios... Permitir que traga calor e vida aos nossos "cantinhos" da alma... Amei o verso. Amo você. Beijo querida (e muiiiiito paciente) amiga!! rsss...