quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Redemunhos... Esse ar que chega em mim... (republicação)



Quando passa na janela
um rasante vento raso,
e espia casa adentro
arrepiando um contexto tão parado...
Não resiste, entra e sacode os desalentos,
espanta essa poeira que encobre os retratos,
que registraram os fatos numa imagem congelada,
movimenta os aventais que estão estendidos,
desesconde escondidas intenções...
Muitas vezes traz consigo um temor
que remexe nossos medos,
abre as tolhidas portinholas
que segredam as guardadas emoções...
Eles voam em redemunhos
que acordam atitudes,
que sacodem as ações
num pedir vivência à vida...
Mas por outra ventania,
que também entra e arrepia,
nos descobre os leves sonhos,
vira as folhas de um livreto
que nos tem em livre escrito,
mas não lemos já faz tempo...
E esse vento ventania
vem então nos acordar,
sua missão evidencia,
nos assopra dentro d'alma
que viver é alegria,
que viver é só magia...


imagem: google

5 comentários:

✿ chica disse...

Que todos tivessem essa visão da vida e do viver.Seria lindo e soubessem aproveitar cada dia! LINDO!beijos,chica

Lilá(s) disse...

Imagem e texto, um encanto!
Bjs

Leninha disse...

Minha querida,a recíproca é verdadeira...amei os seus blogs,lindos,lindos...seus poemas são de um lirismo,de uma ternura e magia que me encantam e fascinam.
Obrigada pela visita e carinho.
Bjsssss e um sorriso,
Leninha

Helena Chiarello disse...

Amigamada!
Quanta sabedoria em tuas palavras! Quanto refletir a vida em cada verso, em cada entonação, em cada acento e ponto... Quanta beleza e verdade em tua forma poética e iluminada de ver e entender a vida...

Sempre disse que tenho muito a aprender com você... E continuo tentando! rs

Lindo demais, como sempre!

Um beijo no coração, e todas elas aqui também!

v! v! v! v!

Adooooooro você!

Zélia Cunha disse...

Olá, amiga. Mas que belo poema, lindo demais! Adorei esse vento indiscreto que entra e mexe em tudo que está quieto. Movimenta a vida, remexe em emoções.
É muito bom passar por aqui, gosto imensamente de tua poesia, há uma empatia muito forte, me deixa feliz.
Tenha uma boa noite.
Bjs.