sábado, 11 de abril de 2009

Improviso...


Improviso...

  Ainda que de improviso
  repercuto um ensejo,
  por mais estranho que pareça
  eu insisto no sorriso...
  Que ninguém então se acanhe,
  reações já antevejo,
  na escolha do caminho
  muitas coisas tem seu peso
  a somar nas decisões...
  E são tantas realidades,
  outras meras ilusões
  a refletir os desejos...
  Mas cá dentro do meu peito,
  figurando como inciso,
  está gravado um pedido,
  que releio como aviso:
                                         seja sempre compaixão,
                                         seja amor, seja alegria,
                                         seja verso, seja rima,
                                         como quem maravilhado,
                                         (para todos ofertado...)
                                         seja tudo que é preciso, 
                                         traga sempre estampado
                                         a magia tão sagrada do sorriso!





imagem: sorriso


5 comentários:

Raquel Oliveira disse...

É no sorriso que fazemos a via ter sentido e ter um próximo passo.

Ser amor em tudo,
Ser presente no que sentir paz
Ser inverno para ser verão
Ser luz no meio da escuridão.

Você me inspira..... PERFEITO tudo aqui.

bjos

Chica disse...

Maravilhoso e doce improviso!Um sorroso nos faz ficar melhores tanto ao dá-lo quanto ao recebê-lo! um beijo e uma linda e sorridente Páscoa!chica

Helena C de Araujo disse...

Eu disse... Bem assim, como você sempre sabe fazer...
Lindo, lindo!!
Meu beiiijo!

Isabel José António disse...

Querida Amiga Terezinha,

Lindíssima poesia.

Que a inspiração nunca te falte, querida irmã desta vida, da alma e do forte desejo de querer voar mais alto.

Um grande abraço

José António

Isabel José António disse...

Querida Amiga Terezinha,

Lindíssima poesia.

Que a inspiração nunca te falte, querida irmã desta vida, da alma e do forte desejo de querer voar mais alto.

Um grande abraço

José António