quarta-feira, 4 de março de 2009

Redemunhos...




Quando passa na janela
um rasante vento raso,
e espia casa adentro
arrepiando um contexto tão parado...
Não resiste, entra e sacode os desalentos,
espanta essa poeira que encobre os retratos,
que registraram os fatos numa imagem congelada,
movimenta os aventais que estão estendidos,
desesconde escondidas intenções...
Muitas vezes traz consigo um temor
que remexe nossos medos,
abre as tolhidas portinholas
que segredam as guardadas emoções...
Eles voam em redemunhos
que acordam atitudes,
que sacodem as ações
num pedir vivência à vida...
Mas por outra ventania,
que também entra e arrepia,
nos descobre os leves sonhos,
vira as folhas de um livreto
que nos tem em livre escrito,
mas não lemos já faz tempo...
E esse vento ventania
vem então nos acordar,
sua missão evidencia,
nos assopra dentro d'alma
que viver é alegria,

que viver é só magia...

imagem: google

4 comentários:

Chica disse...

Maravilha de vento esse que passa e traz sabedoria, faz ver que a vida e viver é muiiiiiito bom! lindo e deu pra sentir esse vento por aqui, com aquela linda imagem da cortina voando e tudo. um beijo,chica

Lucia Constantino disse...

Sua poesia é muito linda, amiga, parabéns. Toda sua obra é clara, luminosa, muito expressiva. Meu carinho.

Maria Carmo disse...

Querida Amiga Gaivota!

Mas que inspirada e inspiradora poesia!

Viver é Magia, sobretudo quando viver é amar...

Maria Carmo

Isabel José António disse...

Que belo! Vim dar um abraço e agradecer as visitas que tem feito a minha Mãe, Maria Carmo!

Há novidades nos blogues de Isabel e José António:

http://flordojacaranda.blogspot.com/
http://reflexoessentidas.blogspot.com/
http://diarioestetico.blogspot.com/
http://newsletterfromlisbon.blogspot.com/

E no OBSERVATÓRIO há uma homenagem do dia da Mulher.

Abraço,

Isabel