segunda-feira, 23 de março de 2009

Ressonância...




Não existem ervas daninhas,
nem verde que venha avulso,
todos tem o seu encanto,
um porquê de estar aqui...
Brotam e crescem à revelia,
como todo Ser que vem
desvendar qual o segredo
e alegrias que a vida tem...
Se olharmos com carinho,
mesmo sendo rarifólios,
descobrimos raridades,
perfeições em suas formas,
exclusivos seus arranjos
que explodem em mil matizes...
São gentis ervas que curam,
são artistas sacrossantos,
trapezistas com magias
enfeitando os recantos
num trocar de energias
ao mostrar o seu florir
no cantar de sua cor...
Como podem lhe atribuir
mal fazer ou daninheza
se no mundo só ofertam,
em perene ressonância,
o ar que respiramos
e a bondade de sua beleza...
                                             
                                            ...não existem ervas daninhas!
                                               Se existir daninhador,
                                               é o olhar que a elas olham
                                               com olhar sem ter amor...


imagem: vinca disfformis Pour

8 comentários:

Isabel José António disse...

Querida Gaivota,

Parabéns por esta poesia tão bonita e verdadeira.

Tudo na vida um propósito tem
Nada se manifesta ao acaso
Toda a pontecialidade contém
A unidade da Vida com que caso

Casamento universal simplesmente
União entre eternas partículas
Que se unem e celebram livremente
Se entregam sem aspas ou vírgulas

E assim na natureza nada se perde
Nada se cria; tudo se transforma
Uma semente que brota e é verde
Da terra irrompe com a sua forma

União dos contrários coabitando
Como duas caras da mesma moeda
Plena expressão do homem amando
Que não esgota mesmo se em queda


Um grande abraço

José António

Crix disse...

Terezinha! É com muito gosto que vejo aqui a minha querida Vinca ;) a ilustrar um poema tão bonito e tão verdadeiro e realço sobretudo tb os últimos versos. Um grande bem haja para quem como você sabe usar assim as palavras
Abraço

Chica disse...

Tuas ressonâncias ficaram lindíssimas e muito cheias de verdades. Depende do olhar que vemos as coisas...um beijo e tudo de bom,chica

António Gallobar disse...

Uma poesia fantastica, com uma bela foto que gostei muito muitos parabens

Raquel Oliveira disse...

Concordo em cada detalhe "todos tem o seu encanto, um porquê de estar aqui..."
Suas palavras vieram na hora certa dos meus momentos.
Fico aqui pensando de onde vem tanta inspiração.
Amei...
bjos

Poesia do Bem disse...

lindo lindo é seu blog amiga poetisa, adorei te conhecer, vim correndo ler-te.Que bom que vc me achou, visite sempre essa humilde amante das letras, bjsssssssssssssssssssssssssss, estou te seguindo desde já!

Isabel José António disse...

Que lindo, querida Gaivota! Inspira este seu post, como foi o caso com o José António, que vejo já lhe deixou um belo poema em resposta! Eu estou passando à pressa, ou a inspiração que dá é a de fazer outro tanto! Minha querida, você é uma SEMEADORA DE BELEZA!

Olhe, já fiz um novo post na Newsletter from Lisbon, e também na Poesia Viva e no Caminho do Coração... Passa por lá?

Abraço,

Isabel

Isabel disse...

Lindo teu Blog! Gaúcha!
Gostei dos poemas imagens.
Parabéns!
Voltarei mas vezes .
Abraços!