quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Ar... ( Os quatro elementos IV )


Ar...      (Os quatro elementos IV)

Me movam todos os Ares...
Turbilhão de movimentos,
conduzem nuvens no céu,
brisas, rajadas, ventos,
que avivam a vida na terra
e mudam os rumos dos seres...
Ar que anima a Alma,
que viaja manifesta,
às vezes em redemoinho
e às vezes em calmaria...
Vida sem Ar...teria?
Quando o Ar se quer tormenta,
para alguma missão cumprir,
instantes antes inventa,
um jeito de se anunciar...
Pede ao céu que se escureça,
aos mares um revolver,
às matas que se balancem,
os rios que se preparem
para as águas que vai trazer...
Ar que corre solto,
levando o beijo das flores
que revelam os amores
estampados em frutos depois...
Ar...te sei assim, tão eu e tão vital,
elemento primordial,
então me venham todos os Ares,
que eu o tenha e ele me tenha
numa troca em vendaval...
Depois brisa em acalanto
que alivia as emoções,
embala e seca o pranto
sossegando os corações...
Ar de todas as asas,
que voam em planação,
é ar que liberta a essência,
é Ar da respiração...
                         Ar que a vida sustenta...
                         Ar que permite a ação...
                         Ar que a tudo permeia...
                         Ventos que o Ar inventa...

                ( Será de Ar que a Lua é cheia? )

imagem: Google

3 comentários:

Chica disse...

Quantos ares passam por nó em nossas vidas! Ares calminhos, outros perfumados, uns nem tanto, outros até com cara de furacão, em redemoinho, que tudo querem levar ... Temos, pois, que ficar em pé, nos manter firmes e saber apreciá-lo em todas as suas modalidades, esperando que não sopre forte a ponto de nos derrubar....um beijo e pra variar, lindíssimo!chica

Helena C de Araujo disse...

Nem vou falar nada porque já te disse pessoalmente... rs... Mas esse poema é lindooo!!! Amei essa série "Os quatro elementos"!! Lindíssimo teu blog!

Raquel Oliveira disse...

Vou me calar...fora que os comentarios completam os meus pensamentos enquanto admiro o que escreveu.
QUe este ar venha a mim calmo e tranquilo, feito como suas palavras.
bjos